Português   English   Español

PT quer esconder o vermelho comunista da sua bandeira

O senador eleito pela Bahia, Jaques Wagner, desembarcou em São Paulo para ajudar na campanha do poste de Lula.

Além de tentar costurar uma “frente democrática” com Ciro Gomes, Marina Silva e Fernando Henrique Cardoso, o petista também acha importante o partido mudar as cores da campanha.

Jaques Wagner também defende o uso do verde e amarelo na campanha, no lugar do vermelho do PT. O petista declarou:

A bandeira do Brasil é de todos nós. A gente não pode entregar graciosamente para eles o que é um símbolo do país.

O senador eleito também acreditar numa virada:

Não acho que seja uma missão impossível. Tem cada vez mais gente incomodada com o discurso da truculência. Segundo turno não é escolha, é o menos ruim. Não dá para comparar o Bolsonaro com o Haddad.

O senador da Bahia acusa o capitão e investir no discurso de ódio:

O Bolsonaro é um cara inteligente, mas usa sua inteligência para o mal. Ele acaba liderando monstros que não tinham coragem de externar o preconceito”, critica. “Eu, que sou judeu, posso falar isso. As coisas começam assim.

 

Adaptado da fonte O Globo

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter