Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PT queria transformar velório do irmão de Lula em palanque político

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
PT queria fazer do velório do irmão de Lula em palanque político

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, fez uma convocação na manhã desta quarta-feira (30) para os militantes petistas transformarem o enterro de Vavá.

Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá, morreu aos 79 anos, em decorrência de um câncer no pulmão. Ele era o irmão mais velho do presidiário Lula da Silva, que cumpre pena por corrupção na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou na Justiça para tentar fazer com que Lula deixasse a carceragem e participasse do velório e do enterro do seu irmão.

“Estava tudo pronto para fazer no cemitério um carnaval macabro pela soltura de Lula”, frisa “O Antagonista” sobre a estratégia da legenda.

Citando várias questões de segurança e a tragédia em Brumadinho, a Polícia Federal rejeitou liberar o presidiário para o velório. O Ministério Público Federal também não aprovou a ideia.

Na madrugada desta quarta-feira (30), a juíza Carolina Lebbos confirmou que o pedido dos advogados de Lula para que ele comparecesse ao velório havia sido rejeitado, conforme noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email