PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Qual a origem da expressão ‘colocar a mão no fogo’?

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Expressão foi inspirada em uma tortura aplicada por inquisidores na era medieval.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A expressão “colocar a mão no fogo” significa que confiamos na inocência de uma pessoa e, por isso, temos certeza que não vamos nos prejudicar.

No entanto, o que pouca gente sabe é que a expressão teve origem durante a Idade Média, com base em um método nada racional.

Em busca de avaliar acusados de heresia, a Igreja Católica gostava de utilizar o fogo para chegar a algumas conclusões.

O julgamento era “simples”…

As mãos do réu eram envoltas em estopa e cera. Em seguida, ele andava por alguns metros na frente do juiz e de testemunhas segurando uma barra de ferro em brasa. 

Com o calor, a cera derretia rapidamente e as mãos ficavam atadas. 

Três dias depois, a estopa era retirada e as mãos do acusado eram verificadas pelos inquisidores. 

Qualquer vestígio de queimadura era considerado um sinal divino de que o réu não havia sido protegido por Deus, e por esse motivo, a morte seria seu destino final.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.