Português   English   Español

Quase 1 milhão com motorista do aliado de Marconi Perillo

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira (28) a operação Cash Delivery que investiga um esquema de pagamentos indevidos de valores a agentes públicos no estado de Goiás que teria movimentado R$ 10 milhões em repasses apenas em 2014.

Entre os alvos dos pedidos de busca e apreensão na operação está o ex-governador do estado e candidato ao Senado pelo PSDB, Marconi Perillo, conforme informações da Renova Mídia.

Na representação contra investigados, a Polícia Federal revela a intenção de pedir a prisão de Perillo, alvo central da operação, e argumenta que só não levou adiante a ideia porque candidatos não podem ser presos cinco dias antes e dois dias depois das eleições, segundo informações de O Globo.

O ex-governador é candidato ao Senado por Goiás.

Ao cumprir 4 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária, os agentes da PF apreenderam maços de dinheiro na casa do motorista do ex-presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) Jayme Rincon, coordenador de campanha do governador José Eliton (PSDB), que disputa a reeleição.

Segundo informações de O Antagonista, a Polícia Federal terminou de contar o dinheiro encontrado nas caixas de papelão: R$ 940 mil.

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações