Português   English   Español

Quase 50% do PIB da França vem dos impostos

Em meio aos protestos dos Coletes Amarelos contra o aumento anunciado no preço dos combustíveis, um novo relatório indica que a França permanece campeã da arrecadação de impostos entre os países do bloco.

A informação foi divulgada semana passada pela Eurostat, um organismo de estudos estatísticos da União Europeia (UE).

Na França, os impostos representaram 48,4% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2017 – a mais alta taxa da UE, diz o jornal RFI.

É a terceira vez que a França recebe o “título” de rainha tributária: em 2016 e 2015, o número ficou na faixa de 47,7%.

O país fica na frente da Bélgica, com 47,3% do PIB oriundo de taxas, da Dinamarca (46,5%), da Suécia (44,9%) e da Finlândia (43,4%).

Os países onde os impostos tiveram pouco impacto no PIB no ano passado são a Irlanda, com 23,5% de arrecadação, a Romênia (25,8%) e a Bulgária (29,5%). Em média, na União Europeia, a arrecadação de impostos representa 40,2% do PIB.

A França fica, segundo o relatório do Eurostat, no quinto lugar entre os países onde o peso dos impostos mais subiu nos últimos anos, atrás apenas de Chipre, Luxemburgo, Eslováquia e Malta.

No total, com relação a 2016, as receitas fiscais aumentaram sua contribuição ao PIB em 15 estados membros da UE. Houve uma queda em treze países, como a Hungria, a Romênia e a Estônia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter