Português   English   Español

Quase metade do Nordeste em situação de pobreza, diz IBGE

IBGE aponta que o número de brasileiros em situação de pobreza aumentou em quase 2 milhões no último ano.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (5) a Síntese de Indicadores Sociais (SIS).

Em apenas um ano, o Brasil passou a ter quase 2 milhões de pessoas a mais vivendo em situação de pobreza. A pobreza extrema também cresceu em nível semelhante.

No ano de 2016 havia no país 52,8 milhões de pessoas em situação de pobreza no país. Este número cresceu para 54,8 milhões em 2017, um crescimento de quase 4%.

Este valor representa 26,5% da população. Em 2016, eram 25,7% em situação de pobreza.

Já a população na condição de pobreza extrema aumentou em 13%, saltando de 13,5 milhões para 15,3 milhões no mesmo período.

 

Metodologia

Segundo o IBGE, é considerada em situação de extrema pobreza quem dispõe de menos de US$ 1,90 por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 140 por mês.

Já a linha de pobreza é de rendimento inferior a US$ 5,5 por dia, o que corresponde a cerca de R$ 406 por mês. Essas linhas foram definidas pelo Banco Mundial para acompanhar a pobreza global.

Quase metade do Nordeste em situação de pobreza, diz IBGE

Foto: Infografia: Juliane Monteiro/ G1

Situação alarmante no Nordeste

Dos estimados 54,8 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza, mais de 25 milhões estão nos estados do Nordeste.

Nessa região, 44,8% da população estava em situação de pobreza em 2017.

Entre os estados, o Maranhão registrou a maior proporção de pobres, segundo o IBGE. No estado, mais da metade da população está abaixo da linha da pobreza.

Piauí, Ceará, Alagoas e Bahia apresentam quase metade da população pobre também.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter