Quatro detentas atacadas sexualmente na Inglaterra por transgênero

Um presidiário transgênero abusou sexualmente de quatro detentas em uma prisão feminina no Reino Unido.

As detentas acusaram Karen White, que vive como mulher há dois anos, por atacá-las sexualmente. Karen nasceu homem e não realizou cirurgia de mudança de sexo.

Acredita-se que os ataques tenham ocorrido entre setembro e novembro. As autoridades transferiram o transgênero para uma prisão masculina após as acusações.

O agressor deve comparecer ao tribunal no próximo mês, segundo a BBC News.

Transgêneros britânicos podem legalmente mudar seu gênero em sua certidão de nascimento se tiverem um diagnóstico médico de disforia de gênero e tiverem vivido como seu gênero preferido por pelo menos dois anos, de acordo com o Daily Mail.

Os juízes geralmente usam esses critérios para determinar se devem enviar um preso transgênero para uma prisão masculina ou feminina.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia