- PUBLICIDADE -

‘Questão de segurança de estado’, diz Toffoli sobre ataque hacker

‘Questão de segurança de estado’, diz Toffoli sobre ataque hacker
- PUBLICIDADE -

“Não é um questão de lícito ou ilícito, é uma questão de privacidade, de segurança de estado”, diz o ministro Toffoli.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, avaliou os ataques hackers contra conversas privadas de autoridades públicas brasileiras como uma “questão de segurança de estado”.

Em café da manhã com jornalistas, nesta segunda-feira (1º), pela primeira vez, Toffoli comentou publicamente sobre o caso desde a divulgação das reportagens pelo site Intercept, no dia 9 de junho.

O ministro, no entanto, recusou-se ao entrar no mérito das conversas vazadas:

“Não é um questão de lícito ou ilícito, é uma questão de privacidade, de segurança de estado. Vocês podem ver, a gente julga questões aqui que implicam em Bolsa de Valores, soberania nacional e em repercussão internacional. Então, você tem que ter uma segurança de estado. Uma política de segurança pública.”

Segundo o site UOL, o presidente do STF afirmou que nenhum ministro sofreu tentativa de invasão por aplicativos de celular e que ele não se pronuncia fora do processo:

“Em regra geral é assim: a gente pouco conversa sobre os casos fora do STF. Não falo com as partes envolvidas no processo nem pessoalmente, nem por telefone.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -