Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

R$ 130 milhões de Paulo Preto na mira da Lava Jato

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
R$ 130 milhões de Paulo Preto na mira da Lava Jato

Aberta nesta terça-feira (19), a 60ª fase da Operação Lava Jato investiga R$ 130 milhões mantidos em contas na Suíça controladas pelo operador tucano Paulo Vieira de Souza, vulgo Paulo Preto.

A Polícia Federal (PF) cumpriu um mandado de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão em São Paulo na manhã desta terça-feira (19).

O alvo da ordem de prisão foi — mais uma vez — o operador financeiro ligado ao PSDB, Paulo Vieira de Souza, vulgo Paulo Preto, que já foi indiciado em outras fases da Lava Jato.

A nova etapa da Lava Jato recebeu o nome de “Ad Infinitum” pois remete a um ciclo criminoso que nunca termina, como noticiou a RENOVA.

Em nota, o Ministério Público Federal informou:

“[A operação aprofunda a investigação] de um complexo esquema de lavagem de dinheiro de corrupção praticada pela Odebrecht, que envolveu os operadores Paulo Vieira de Souza, Rodrigo Tacla Duran, Adir Assad e Álvaro Novis, que mantiveram relações pelo menos entre 2007 e 2017.”

Segundo o jornal Estadão, as transações investigadas superam R$ 130 milhões, que correspondiam ao saldo de contas controladas por Paulo Preto no início de 2017.

Ainda de acordo com a Lava Jato, as investigações indicaram a atuação de Paulo Preto como operador financeiro com importante papel num complexo conjunto de operações de lavagem de dinheiro em favor da empreiteira Odebrecht.

Os procuradores afirmam que há “risco significativo e iminente, a um só tempo, para a ordem pública e para a aplicação da lei penal, o que torna a prisão de Paulo Preto imprescindível.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias