Falar “eu não sou racista” é considerado racismo em Universidade da Califórnia

Uma lista oficial da Universidade da Califórnia sobre “micro agressões” indica que falar “eu não sou racista” é considerado racismo.

Exemplos listados no site oficial da universidade incluem dizer a alguém “você fala muito bem o inglês” e até dizer a uma pessoa asiática que eles são bons em matemática.

Usar a frase “eu não sou racista” ou “tenho vários amigos negros” também é listado como um exemplo de racismo.

O famoso radialista Dennis Prager destacou alguns outros exemplos, que incluem dizer: “Há apenas uma raça, a raça humana“, “Eu acredito que a pessoa mais qualificada deve conseguir o emprego“.

Com informações de: [Infowars]

RENOVA Mídia precisa do seu apoio para continuar em funcionamento. Conheça nossa história e faça sua doação (boletou ou cartão) através da plataforma ApoiaSe. Clique AQUI e faça sua parte.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *