Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ramagem critica ações de Moro ao deixar o cargo de ministro

Ramagem critica ações de Moro ao deixar o cargo de ministro
COMPARTILHE

Ramagem disse que Moro “poderia se ater a princípios e valores de hierarquia, lealdade e preferência da lei”.

O diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem, prestou depoimento à Polícia Federal (PF), nesta segunda-feira (11), no caso envolvendo as denúncias do ex-ministro Sergio Moro contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ramagem acusou Moro de desqualificá-lo quando soube que seria o escolhido para o comando da PF por Bolsonaro.

De acordo com trecho do depoimento de Ramagem à PF:

“O ex-ministro Sérgio Moro não falou mal do nome do depoente em seus pronunciamentos mas fez questão de desqualificar o depoente para a posição de Diretor-Geral da Polícia Federal; que a desqualificação ocorreu através de argumento inverídico de intimidade familiar nunca antes tido como premissa ou circunstância, apenas como subterfúgio para indicação própria sua de pessoas vinculadas ao seu núcleo diretivo de sua exclusiva escolha.”

Ao fim do depoimento, o delegado Ramagem fez questão de pontuar:

“O ex-ministro Moro, ao adentrar ao executivo federal, e tratar especificamente de Polícia, poderia se ater a princípios e valores de hierarquia, lealdade e preferência da lei, até porque não houve qualquer comando ilegal emanado do Presidente da República.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários