Português   English   Español

Reajuste salarial do STF pode custar mais de 5 bilhões por ano

Reajuste salarial do STF pode custar mais de 5 bilhões por ano

O medebista Eunício Oliveira colocou a ‘pauta bomba’ para avaliação do Senado nesta quarta-feira (7).

O presidente do Senado, Eunício de Oliveira (MDB-CE), incluiu de surpresa na pauta desta quarta-feira (7) a votação de um aumento para ministros do STF e para o PGR, cargo atualmente ocupado por Raquel Dodge.

A “pauta-bomba” – termo usado para designar propostas que comprometem as contas públicas – prevê a elevação de vencimentos dos atuais 33.763 reais para 39.293,32 reais.

O reajuste provocaria um efeito cascata para juízes e promotores de instâncias inferiores em todo o país, aumentando ainda mais os gastos do governo, segundo informações da Veja.

Uma nota técnica solicitada pelo senador Randolfe Rodrigues mostra o impacto fiscal anual deste reajuste salarial, conforme informou O Antagonista.

Segundo as estimativas levando em conta a vigência do valor final do reajuste (R$ 39.293,32) no exercício de 2019, o impacto seria de, pelo menos, 5,3 bilhões de reais por ano.

O presidente eleito Jair Bolsonaro criticou o aumento nos salários e disse que esta não era a hora para reajustes deste tipo, conforme noticiou a Renova Mídia.

Deixe seu comentário

Veja também...