Recepção de herói para soldado israelense que executou terrorista palestino

Após deixar a prisão, Azaria voltou para casa, onde foi carregado no ombro e depois desfilou pelas ruas da sua cidade em uma caravana de carros e motocicletas.

Um soldado de Israel foi libertado nesta terça-feira (8) após cumprir pena por ter atirado em um terrorista palestino ferido.

Ele foi recebido como herói por um grupo de simpatizantes depois de passar nove meses na prisão, metade do tempo previsto na sentença original.

O soldado Elor Azaria foi condenado a 18 meses de prisão por ter atirado em 2016 na cabeça do palestino Abdel Fattah al-Sharif na cidade de Hebron, na Cisjordânia ocupada.

O terrorista estava ferido após tentar atacar com uma faca um grupo de soldados israelenses. A ação que matou o palestino foi filmada por um grupo de defesa dos direitos humanos e amplamente divulgado nas redes sociais.

Com informações de: [CB]

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *