Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Protestos não tiveram influência na venda de armas nos EUA

João Guilherme

João Guilherme

COMPARTILHE

Apesar das manifestações da esquerda norte-americana pedindo o desarmamento da população, o mercado bilionário da venda de armas não sentiu nenhuma influência.

Segundo informações do jornal Free Beacon:

O mês passado teve o maior número de pedidos de autorização para portar armas já registrados pelo FBI no mês de março, de acordo com documentos revelados pela agência na terça-feira (03).

Com 2,767,699 checagens de antecedentes feitas pelo Sistema Nacional de Checagem Instantânea de Antecedentes (NICS) do FBI em março de 2018, o mês bate o recorde de março de 2016, que era de 2,523,265, por pouco mais de 244 mil checagens. Isso representa um aumento de 9.68%.

E isto aconteceu apesar de empresas gigantes como Walmart, Dick’s Sporting Good e Citigroup caminharem para a restrição da venda de armas, sem consultar seus acionistas.

O resultado de março coloca 2018 no páreo para ter mais checagens de antecedentes relacionadas à compra de armas que 2017, o segundo melhor ano da história, mas ainda atrás de 2016, o melhor ano da história.

O número de checagens feitas pelo NCIS em um mês é considerado um dos mais fortes indicadores do quão bem está indo a venda de armas nos Estados Unidos, pois, cada venda feita por um vendedor licenciado, como uma loja de armas, é submetida a uma checagem.

O relatório, no entanto, não é uma representação exata das vendas de armas por uma série de motivos. Por exemplo, a grande maioria dos Estados não pedem qualquer checagem na venda de armas usadas entre pessoas privadas, alguns estados usam as checagens para dar permissão de porte, e a venda de múltiplas armas em uma simples transação geralmente só pede uma checagem.

“Estas estatísticas representam o número de checagens de antecedentes iniciadas pelo NCIS”, escreveu o FBI no relatório da quantidade de checagens. “Elas não representam o número de armas de fogo vendidas. Por conta de leis e cenários diferentes, uma relação de um para um não pode ser feita entre uma checagem de antecedentes para obter uma arma e uma venda real de uma arma de fogo.”.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.