- PUBLICIDADE -

Rede recua e passa a defender inquérito das fake news

Ataque hacker também afetou ministros do STF
- PUBLICIDADE -

Partido disse que inquérito “se converteu em um dos principais instrumentos de defesa da democracia”.

Em uma mudança completa no posicionamento, o partido Rede Sustentabilidade enviou, nesta sexta-feira (29), uma manifestação para o Supremo Tribunal Federal (STF) em defesa do inquérito das fake news.

A ação que pede a extinção do inquérito das fake news foi movida pela sigla, mas, agora, a Rede quer que o caso sequer seja analisado pela Corte.

Nesta quinta-feira (28), o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu a suspensão do inquérito com base na ação da Rede, que foi apresentada em março do ano passado, e que desde então não foi julgada. 

Na manifestação¹ enviada hoje, a Rede pediu ao ministro do STF, Edson Fachin, arquive a ação, em decisão individual.

A legenda afirma que, no último ano, houve “uma espécie de escalada autoritária por parte de alguns mandatários”:

“Além disso, evidenciou-se, de modo cada vez mais explícito, o mal das fake news para a democracia.”

A sigla disse que o inquérito tem se mostrado um dos principais instrumentos da democracia:

“Se, em seu nascedouro, o inquérito, ao que indica a mídia, apresentava inquietantes indícios antidemocráticos, um ano depois ele se converteu em um dos principais instrumentos de defesa da democracia e da lisura do processo eleitoral.”

Referências: [1]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -