Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Redes sociais censuram vídeo pró-cloroquina de médicos dos EUA

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Redes sociais censuram vídeo pró-cloroquina de médicos dos EUA
COMPARTILHE

Empresas removem vídeo pró-cloroquina que viralizou e foi divulgado até por Trump.

As plataformas digitais YouTube, Facebook e Twitter censuraram um vídeo, nesta segunda-feira (27), que já havia sido compartilhado até pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Antes de ser excluído, o vídeo acumulava 14 milhões de visualizações apenas no YouTube. 

Nas imagens, um grupo de médicos fazia afirmações de que a hidroxicloroquina era uma das curas para a Covid-19, infecção respiratória causada pelo coronavírus

“Este vírus tem uma cura, é chamada de hidroxicloroquina, zinco e zitromax”, afirmou uma das médicas no vídeo.

Os médicos diziam ainda que o uso de máscara pela população não tem eficácia comprovada para evitar a infecção pelo coronavírus. “Você não precisa de máscaras, existe uma cura”, dizia o vídeo.

De acordo com as redes sociais, o vídeo foi retirado porque traz informações falsas de que haja uma suposta cura contra a doença, informa a revista Exame.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.