Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Reeleição de Modi aumenta preocupação com os cristãos na Índia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Reeleição de Modi aumenta preocupação com os cristãos na Índia
COMPARTILHE

Extremistas perseguem, humilham e praticam violência com quem não é adepto do hinduísmo, religião majoritária da Índia.

A reeleição do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, tem preocupado a comunidade cristã que teme o aumento da perseguição religiosa no país asiático.

Sob a liderança de Modi e do partido nacionalista hindu, ataques contra as minorias religiosas cresceram consideravelmente desde 2014.

Além da reeleição do premiê, o parlamento da Índia ganhou mais representantes nacionalistas, fortalecendo ainda mais o governo. Atualmente, dos 542 assentos, 303 assentos são políticos pró-Modi.

Modi e seu partido tem a intenção de implementar uma Constituição Hindu que pode acabar com as liberdades individuais hoje garantidas na constituição, ainda que na prática não sejam respeitadas.

Em nota, a Federação de Organizações Cristãs da Índia demonstrou preocupação:

“Enquanto nos preocupamos com o futuro da Igreja na Índia, também estamos preocupados com a própria sobrevivência da Constituição da República, que garante igualdade e liberdade de religião, expressão e associação a todos os cidadãos.”

Desde a primeira eleição do primeiro-ministro, em 2014, o número de ataques contra cristãos passou a ser multiplicado.

Segundo o site Gospel Prime, David Curry, CEO da ONG Portas Abertas, declarou:

“Extremistas hindus têm promovido ativamente o ódio contra suas minorias cristãs e muçulmanas, o que levou a uma trágica escalada de violência. Portanto, os resultados desta eleição – que mantém as mesmas pessoas no poder – são uma tragédia absoluta.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram