Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Reforma mantém ‘espinha dorsal’ do projeto do governo, diz Marinho

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Rogério Marinho
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“A reforma por si só não é uma panaceia, mas vai dar uma segurança para que o investidor se sinta confortável para investir no país”, afirmou Marinho.

O secretário da Previdência e do Trabalho, Rogério Marinho, afirmou que o texto da reforma da Previdência que foi aprovado em primeiro turno pelos deputados é “extremamente vigoroso”.

Em entrevista à rádio CBN, nesta quarta-feira (24), Marinho disse a PEC tramitando no Congresso mantém a “espinha dorsal” do projeto original enviado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

O secretário lamentou, no entanto, que alguns pontos tenham sido retirados da proposta:

“Com essa reforma atual, calculo que após 10, 15, 20 anos precisaremos nos debruçar de novo para fazer um ajuste. A reforma por si só não é uma panaceia, mas vai dar uma segurança para que o investidor se sinta confortável para investir no país.”

Sobre a retirada de estados e municípios do texto, Marinho disse que a decisão foi política, principalmente devido à contrariedade dos governadores do Nordeste.

Segundo Marinho, o tema da reforma da Previdência é um consenso no Senado e tudo indica que os senadores vão aprovar o texto da forma que sair da Câmara e criar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para tratar da reforma nos entes federativos, informa o jornal Metrópoles.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias