- PUBLICIDADE -

Refugiado acusado de atacar metrô de Londres é membro do EI

- PUBLICIDADE -

Um solicitante de asilo acusado de colocar uma bomba no metrô de Londres admitiu em audiência ter sido treinado pelo grupo Estado Islâmico para matar, mas negou ter sido o autor do atentado.

Ahmed Hassan, de 18 anos, negou ter sido enviado à Europa para uma operação jihadista, mas disse que foi recrutado à força junto a outras pessoas e treinado para matar, sendo, posteriormente, libertado pelo exército do Iraque.

Hassan, que chegou ao Reino Unido em outubro de 2015 e foi acolhido por uma família, negou as acusações de tentativa de assassinato e de usar o componente químico TATP para causar uma explosão no metrô londrino em 15 de setembro de 2017.

Inúmeros passageiros sofreram queimaduras porque o artefato pegou fogo, mas não chegou a explodir, e também por pisoteamentos subsequentes nas estação de Parsons Green, sudoeste de Londres.

 

Com informações de: [IstoE]

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -