Português   English   Español

Refugiados cometem 57% dos crimes em cidade da Alemanha

Estatísticas da polícia regional mostram que 56,9% dos crimes na cidade alemã de Sigmaringen foram cometidos por refugiados no ano passado.

Os números refletem apenas “crimes reais”, já que algumas infrações de menor porte foram excluídas do levantamento policial, segundo o jornal alemão Schwäbische.

O número de crimes envolvendo tráfico e uso de drogas cresceu quase 69,6%. A quantidade de furtos contra lojas aumentou quase 45% na cidade. Mas outros crimes mais graves também aumentaram significativamente, tais como agressões (+39,5%) e ofensas sexuais (+14,7%).

Para tentar conter o avanço da criminalidade, o Ministério do Interior enviou um grupo especial de investigadores e desenvolveu um plano de segurança para Sigmaringen. O grupo recentemente prendeu 21 refugiados identificados como infratores múltiplos.

O consumo público maciço de álcool por alguns imigrantes, especialmente na estação, irrita os moradores locais. Como resultado, a prefeita Schärer pediu cursos de prevenção compulsória para solicitantes de asilo que foram repetidamente presos por abuso de álcool.

Mas, segundo a prefeita, também há limites para a atuação do Estado:

Temos cursos de prevenção. Mas um solicitante de asilo não pode ser forçado a fazer isso mais do que um cidadão de Sigmaringen. Eles não são internados aqui.

 

Traduzida e adaptada de Voice of Europe

Deixe seu comentário

Veja também...