Regime comunista da China obriga cristãos a negar Jesus

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A missão evangélica China Aid denuncia as contantes violações de direitos humanos no regime comunista.


A organização revela que está em curso uma tentativa de ‘eliminação dos cristãos’ no país asiático.

Na província de Zhejiang, leste da China, todas as reuniões nas igrejas e nas casas estão proibidas, e os fiéis estão sendo forçados a negar sua fé em Jesus Cristo.

De acordo com informações do Gospel Prime:

“A polícia geralmente aparece e diz que quer realizar uma inspeção de segurança contra incêndios. Eles vagam pela igreja e apontam arbitrariamente que algumas coisas não seguem aos padrões”, compartilhou um cristão que por razões de segurança se identifica apenas como Li. “Então, eles usam isso para fechar o local”, lamenta.

Outro cristão, identificado como Zhu, disse que as autoridades do governo estão fechando todas as igrejas “não oficiais”. “O governo vai banir você, não importa o que aconteça. Não fazemos mais reuniões com muita gente, preferimos reunir poucas pessoas em suas próprias casas, mudando de lugar de vez em quando “, revela.

Ao mesmo tempo, as crianças estão sendo interrogadas por seus professores sobre as crenças religiosas de suas famílias. “Primeiro, eles descobrem se os pais são católicos ou evangélicos. Então, registram os nomes, endereços residenciais e seus locais de trabalho. Um funcionário do governo vai até lá e exige que renunciem a sua crença religiosa se quiserem que os filhos continuem estudando”, testemunha outro cristão, que pede o anonimato.

De fato, muitos fiéis são alvos de seus superiores, nos seus locais de trabalho. Os que permanecem religiosos, podem ter os salários diminuídos na tentativa de evitar que continuem frequentando a igreja.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...