Português   English   Español

Regime comunista da China ordena que igrejas “fichem” cristãos

Agora, hino nacional deve ser cantado durante cada celebração religiosa, como prova de nacionalismo.

O governo da província de Henan, na China, deu ordens para divulgar todas as informações pessoais sobre as pessoas que frequentam os cultos e missas.

De acordo com um padre, que optou por permanecer anônimo, eles temem retaliação por parte das autoridades comunistas.

O objetivo do regime comunista em “fichar” os fiéis, particularmente os membros de famílias pobres, seria melhorar a maneira como as igrejas são administradas. Contudo, o padre está cético. Ele suspeita que a verdadeira motivação do governo é suspender os subsídios das famílias que frequentam as igrejas, como forma de puni-las por praticar sua fé.

Para o líder religioso, essa nova determinação imposta pelo regime é “totalmente irracional”. Sua decisão foi não seguir as orientações e esperar para ver o que ocorrerá em seguida. Ele espera que autoridades voltam para realizar uma inspeção e sabe que poderá haver consequências indesejadas, mas prefere não expor sua congregação.

Além de precisar oferecer informações sobre os membros, os líderes cristãos também estão sendo ordenados divulgar o nome de quem lidera cada igreja.

Preocupa a determinação que os menores de idade continuam impedidos de frequentar as igrejas e outros locais de culto. Esse “fichamento” de todos quem vão às reuniões poderá gerar punições para os pais e líderes das igrejas caso seja identificada a presença de crianças e adolescentes.

Por último, a bandeira chinesa deve estar em exposição em locais religiosos e o hino nacional deve ser cantado durante cada reunião, como prova de nacionalismo.

A preocupação dos líderes cristãos chineses atinge tanto a católicos quanto evangélicos, já que o governo não faz distinção. Todos estão sujeitos às exigências que só demonstram o crescimento do presidente Xi Jiping, que instituiu a maior perseguição religiosa desde a “revolução” comunista de Mao Tsé Tung.

 

Matéria publicada na Gospel Prime

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter