Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Regime da Nicarágua quer impor limites à imprensa e a ONGs

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Ortega, cujo mandato termina em janeiro de 2022, classifica seus adversários como golpistas e terroristas.

O regime da Nicarágua, controlado pelo esquerdista Daniel Ortega, propôs dois projetos de lei para restringir o trabalho de veículos de imprensa e organizações não-governamentais (ONGs).

Um grupo de parlamentares do partido de Ortega apresentou, nesta segunda-feira (28), um projeto de lei que torna a disseminação de “informações que ameacem a Segurança Nacional” punível com até quatro anos de prisão. 

A introdução dessa legislação acontece após a introdução de um outro projeto, apresentado na última semana, para proibir o financiamento internacional para “propósitos políticos”.

O texto do projeto de lei requer que qualquer um que receba verbas do exterior se registre no Ministério do Interior e explique o destino do dinheiro, o que prejudicaria o trabalho de ONGs no país, destaca a agência Reuters.

Membro do Foro de São Paulo, Daniel Ortega está no poder na Nicarágua há 13 anos. Protestos longos contra seu governo emergiram em 2018, deixando 328 mortos.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram