Regime Ortega ataca estudantes em universidade da Nicarágua

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O governo da Nicarágua atacou, nesta sexta-feira (13), dezenas de estudantes que estavam desde maio na maior universidade do país, em protesto contra os atos de repressão do presidente Daniel Ortega, que já deixaram centenas de mortos.

Os estudantes foram atacados de maneira surpreendente pelas “forças combinadas” do governo hoje a tarde, enquanto Ortega realizava uma festa sandinista com agentes da polícia na cidade de Masaya.

Como em diferentes cidades da Nicarágua, as “forças combinadas”, compostas por policiais, paramilitares e grupos pró-governo, atacaram com armas de guerra a sede principal da Unam-Manágua, de acordo com denúncias dos estudantes.

O ataque ocorreu depois que o governo da Nicarágua mostrou interesse em que as aulas fossem restabelecidas na universidade, apesar da presença dos estudantes no seu interior.

Alguns dos universitários utilizaram o Facebook Live para se despedir de seus pais, com a convicção que morreriam no ataque, enquanto os tiros poderiam ser ouvidos.

“Mamãe, me perdoe. Eu saí para defender minha pátria. Eu te amo, está me ouvindo?”, disse uma estudante, em uma transmissão pela internet.

 

Com informações da EFE

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.