Português   English   Español
Português   English   Español

Reino unido aconselha navios britânicos a evitar Estreito de Ormuz

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Reino unido aconselha navios britânicos a evitar Estreito de Ormuz

“Aconselhamos os navios britânicos a permanecer fora da zona por um período provisório”, afirmou o governo britânico.

O governo do Reino Unido recomendou, no último sábado (20), que os navios britânicos permaneçam “fora da zona” do Estreito de Ormuz durante um “período provisório”.

A medida foi tomada após a captura de um petroleiro por membros da Guarda Revolucionária do Irã.

Em um comunicado, segundo a agência EBC, um porta-voz do Governo britânico declarou:

“Estamos profundamente preocupados pelas ações inaceitáveis do Irã, que constituem um desafio evidente à liberdade de navegação internacional. Aconselhamos os navios britânicos a permanecer fora da zona por um período provisório.”

Teerã capturou um petroleiro britânico ao largo de Bandar Abbas, no estreito de Ormuz, mas afirma que a ação aconteceu devido a um choque “com um barco de pesca”.

O navio Stena Impero, de bandeira britânica, está no porto de Bandar Abbas com os 23 tripulantes no seu interior por motivos de segurança, de acordo com os responsáveis iranianos.

O ministério britânico da Defesa classificou a captura da embarcação como um “ato hostil” e afirmou que o ato terá “sérias consequências” se não for resolvido logo.

Enquanto isso, o Irã segue ignorando os pedidos do Reino Unido, Estados Unidos e aliados para que libere o petroleiro.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.