Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Reino Unido acusa China de repressão ‘grosseira’ contra uigures

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Reino Unido acusa China de repressão ‘grosseira’ contra uigures
COMPARTILHE

“Está claro que violações graves e flagrantes de direitos humanos estão ocorrendo”, disse o chanceler britânico.

Dominic Raab, chanceler do Reino Unido, acusou a China, neste domingo (19), de violações “grosseiras e flagrantes” contra a minoria étnica dos uigures.

Raab enfatizou que sanções contra os responsáveis não podem ser descartadas e que o país está trabalhando com os aliados para tomar as medidas apropriadas.

Relatos de esterilização forçada e perseguição mais ampla aos muçulmanos “lembram algo que não se vê há muito tempo”, disse o chanceler britânico à emissora BBC.

Questionado sobre se o tratamento do Partido Comunista Chinês aos uigures poderia ser enquadrado na definição legal de genocídio, Raab disse que a comunidade internacional deve ser “cuidadosa” antes de fazer tais alegações.

“Qualquer que seja o rótulo legal, está claro que violações graves e flagrantes de direitos humanos estão ocorrendo”, destacou o ministro britânico.

Por outro lado, o embaixador da China no Reino Unido, Liu Xiaoming, disse que as denúncias sobre a existência de campos de concentração são “falsas”.

Ao ser pressionado com as imagens de drone que parecem mostrar os uigures com os olhos vendados, Xiaoming disse que “não sabia” o que o vídeo estava mostrando e que “às vezes você tem uma transferência de prisioneiros”.

O vídeo, que foi publicado anonimamente na internet no ano passado, ressurgiu recentemente e se tornou viral em meio aos novos relatos de esterilização forçada e outros abusos contra a minoria étnica. Confira abaixo.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.