Português   English   Español

Reino Unido cancela envio de dinheiro para jihadistas na Síria após denúncia da BBC

O governo britânico suspendeu projeto depois que uma investigação da BBC descobriu que o dinheiro dos contribuintes estava sendo desviado para extremistas.

A Polícia Síria Livre (FSP) foi criada durante a guerra no país com objetivo de trazer “lei e ordem” para partes do país sob controle dos “rebeldes moderados” – um termo bonito utilizado pela grande mídia para classificar jihadistas lutando para tirar Assad do poder.

Reino Unido foi uma das seis nações que financiaram o projeto cuja missão seria oferecer patrulhamento policial em áreas das províncias de Aleppo, Idlib e Daraa.

No papel, o povo britânico estava financiando uma força de polícia civil desarmada, sem nenhuma cooperação com grupos extremistas, mas a BBC encontrou vários exemplos que desmentem essa narrativa:

  1. Polícia cooperando com tribunais que praticam execuções sumárias – incluindo um caso em que duas mulheres foram apedrejadas até a morte.
  2. Policiais recebendo em dinheiro e depois sendo obrigados a entregar o salário para jihadistas.
  3. Os policiais foram escolhidos a dedo por um grupo terrorista.
  4. Pessoas mortas e fictícias estão na folha de pagamento da polícia.

O objetivo dos globalistas na Síria sempre foi derrubar Bashar al-Assad. Muitos países entraram nesse jogo, alguns por inocência, outros com conhecimento do fato. Com o tempo, muitas outras histórias como esta virão à tona.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter