Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Reino Unido cancela envio de dinheiro para jihadistas na Síria após denúncia da BBC

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O governo britânico suspendeu projeto depois que uma investigação da BBC descobriu que o dinheiro dos contribuintes estava sendo desviado para extremistas.

A Polícia Síria Livre (FSP) foi criada durante a guerra no país com objetivo de trazer “lei e ordem” para partes do país sob controle dos “rebeldes moderados” – um termo bonito utilizado pela grande mídia para classificar jihadistas lutando para tirar Assad do poder.

Reino Unido foi uma das seis nações que financiaram o projeto cuja missão seria oferecer patrulhamento policial em áreas das províncias de Aleppo, Idlib e Daraa.

No papel, o povo britânico estava financiando uma força de polícia civil desarmada, sem nenhuma cooperação com grupos extremistas, mas a BBC encontrou vários exemplos que desmentem essa narrativa:

  1. Polícia cooperando com tribunais que praticam execuções sumárias – incluindo um caso em que duas mulheres foram apedrejadas até a morte.
  2. Policiais recebendo em dinheiro e depois sendo obrigados a entregar o salário para jihadistas.
  3. Os policiais foram escolhidos a dedo por um grupo terrorista.
  4. Pessoas mortas e fictícias estão na folha de pagamento da polícia.

O objetivo dos globalistas na Síria sempre foi derrubar Bashar al-Assad. Muitos países entraram nesse jogo, alguns por inocência, outros com conhecimento do fato. Com o tempo, muitas outras histórias como esta virão à tona.

Com informações de: (1)

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email