Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Relator denuncia ‘má vontade’ com o pacote anticrime de Moro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Relator denuncia 'má vontade' com o pacote anticrime de Moro

“Há de fato uma má vontade da comissão em avançar de maneira mais célere a questão”, disse o deputado Capitão Augusto sobre o pacote anticrime.

O pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em fevereiro, avançou muito na Câmara dos Deputados.

O relator do projeto no grupo criado para analisar a proposta, deputado Capitão Augusto (PL-SP), afirmou que há uma “má vontade” dos parlamentares com as medidas do ex-juiz da Lava Jato.

“Sabemos que há pessoas publicamente contrárias ao Moro e à Lava Jato”, afirmou o deputado, segundo o site UOL.

Augusto, que coordena a Frente da Segurança Pública na Câmara, a chamada “bancada da bala”, apresentou seu relatório de 200 páginas no mês passado sem mudar uma linha do que propõe Moro.

No entanto, ao levar o texto ao grupo de trabalho que analisa a proposta, o parlamentar do PL enfrentou resistência dos colegas, que fatiaram o pacote em 16 temas.

Logo na primeira votação, que tratava da prisão após condenação em segunda instância, Moro e o seu projeto anticrime foram derrotados.

O plano inicial era que o grupo já tivesse um parecer sobre as propostas prontas no início de junho. Agora, a previsão é que a análise demore pelo menos mais dois meses.

“Parece que é uma espécie de sabotagem. Eles (deputados) estão protelando. Sabotagem talvez não seja a palavra porque é um termo muito pesado, mas há de fato uma má vontade da comissão em avançar de maneira mais célere a questão”, disse o Capitão Augusto.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email