Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Relatora de CPI diz que Bolsonaro tem ‘grupo de cachorros loucos’

Hans River na mira da relatora da CPMI das Fake News
Imagem: Reprodução/O Antagonista
COMPARTILHE

“O gabinete do ódio, o presidente da República e seus filhos estão diretamente envolvidos nessa ação”, disse a deputada.

A deputada Lídice da Mata, relatora da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro, “pula de galho em galho” em busca de um novo inimigo para manter a “adrenalina” de seu “grupo de cachorros loucos”.

Em entrevista ao site Congresso em Foco, a parlamentar disse que Bolsonaro está isolado politicamente e sem apoio popular pela forma com que conduziu a crise do coronavírus:

“Viram que estavam perdendo espaço na opinião pública pela desaprovação às posições do presidente. Eles atacam todos aqueles que pensam diferente. Foi assim com Mandetta e os governadores e é assim agora contra Maia e Davi Alcolumbre, o Congresso. A fala do presidente é sempre uma senha. Depois são impulsionadas pelos filhos dele e por alguns de seus principais expoentes parlamentares. Dessa forma são disseminadas.”

A relatora ainda afirmou que Bolsonaro alimenta o chamado “gabinete do ódio” no Palácio do Planalto:

“É uma estratégia pensada, ensaiada. É assim que se propagam as fake news e a campanha de ódio. Infelizmente essas pessoas são tão perversas nos seus ideários que buscam fragilizar as convicções das demais. Elas não têm nenhum amor ao próximo, ao povo, nenhuma empatia. Só pensam em seus objetivos mesquinhos de poder.”

A deputada Lídice da Mata ainda classificou seu colega de Câmara, Eduardo Bolsonaro, de “covarde”:

“O gabinete do ódio, o presidente da República e seus filhos estão diretamente envolvidos nessa ação. Basta ver a campanha contra Mandetta, que partiu diretamente do presidente e de seus filhos, que se engajaram totalmente. No caso do filho deputado [Eduardo Bolsonaro], seria mais corajoso se ele fizesse isso dentro da Câmara. Mas o faz de forma covarde, nas redes sociais.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE