Português   English   Español

A relevância de Jair Bolsonaro nas rede sociais

Desde a vitória histórica no segundo turno da eleição presidencial, Bolsonaro fez 90 postagens no Twitter, para mais de 2,5 milhões de seguidores, mas viu o interesse por seu nome diminuir.

Dados do Google Trends mostram que o futuro presidente do Brasil possui atualmente o mesmo índice de buscas que tinha em agosto, antes de ser vítima de facada em Juiz de Fora, segundo informações do Estadão.

A queda no engajamento das redes sociais pode ser reflexo de um período eleitoral conturbado. Não seria um movimento surpreendente a sociedade procurar um pouco de paz após a mais importante eleição da história do Brasil.

No entanto, ainda segundo o “Estadão“:

A avaliação de cientistas políticos é de que Bolsonaro precisa manter ativo o grande trunfo que o elegeu: a militância na internet. É lá que ele tem anunciado as indicações de seus ministros. Em média, ele faz três publicações diárias nesse canal.

Dias atrás, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), um dos filhos do presidente eleito, afirmou que, após três meses de licença não remunerada, irá voltar para seu trabalho como vereador no Rio de Janeiro, conforme noticiou a Renova Mídia.

Em um tuíte publicado na quinta-feira (22), Carlos diz que “por iniciativa própria” não teria mais acesso às redes sociais do futuro chefe de Estado.

Carlos foi peça fundamental no bom desempenho da campanha do seu pai nas redes sociais. Ao longo dos últimos anos, o vereador fluminense moldou a maneira que Bolsonaro se comunica com o eleitorado digital.

A aparente saída de Carlos Bolsonaro do comando das redes sociais deixou aliados do PSL um pouco preocupados, ainda de acordo com o “Estadão“.

Em entrevista coletiva publicada no seu Twitter neste domingo (25), o presidente eleito Jair Bolsonaro foi questionado por um jornalista sobre quem comandará as suas redes sociais após a saída de Carlos.

“Ele continua operando, meus filhos operam, assessor meu opera, não tem problema nenhum”, esclareceu Bolsonaro, abafando o burburinho da grande mídia sobre este assunto.

Nos últimos dias, em seu perfil oficial no Twitter, Carlos Bolsonaro vem denunciando várias matérias que, segundo ele, estão tentando afastá-lo do seu pai.

“A realidade ainda vai decepciona-los muito! Agradeço a existência de vocês!”, profetizou Carlos.

Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o deputado federal mais votado da história de São Paulo, saiu em defesa do seu irmão ao ironizar uma matéria do blog Radar, da revista Veja.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter