Renan Calheiros parabeniza Glenn Greenwald

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Ao invés de investigarmos os procuradores e o ministro, agora querem investigar o jornalista. Isso é um horror”, disse Calheiros.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi um dos parlamentares a fazer perguntas ao militante norte-americano, Glenn Greenwald, durante sessão, nesta quinta-feira (11), no Congresso Nacional.

Calheiros aproveitou os holofotes para parabenizar o trabalho do editor e cofundador do site panfletário Intercept, e completou:

“Eu fui vítima durante muito tempo de perseguição desse grupo perverso de procuradores do Ministério Público Federal (MPF).”

Greenwald foi convidado a falar ao Senado após o Intercept divulgar, em parceria com veículos da velha imprensa, supostos diálogos privados entre o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, no âmbito da Operação Lava Jato.

Calheiros afirmou que as supostas conversas comprovaram uma “Justiça paralela, a promiscuidade do juiz e do procurador e um desprezo pelos conceitos da democracia”.

Segundo o site Metrópoles, o senador acrescentou:

“Eu sempre fui defensor da liberdade de expressão e em várias situações de ameaça à imprensa, como agora, me posiciono veementemente quanto à importância da liberdade de informação.”

Calheiros completou:

“Há uma inversão das coisas hoje no Brasil. Ao invés de investigarmos os procuradores e o ministro, agora querem investigar o jornalista. Isso é um horror.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.