PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Renova é criticada por dizer que Bolsonaro é o ‘presidente brasileiro’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Grande mídia amplia conluio com as big tech para conter iniciativas independentes.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Além de usuários do Brasil, o portal da RenovaMídia recebe visitas de outras centenas de países ao longo dos meses.

Os colegas do Reino Unido e do Japão estão entre os que mais acessam nosso domínio, segundo dados do Google Analytics.

Em minhas reportagens sempre fiz questão de conectar os chefes de Estado citados no texto com o país que eles representam.

Ao longo dos últimos quatro anos, chamei Donald Trump de “presidente americano” e me surpreendi ao receber críticas de alguns sabichões mais alinhados à esquerda: “o certo é estadunidense”, diziam eles.

Agora, às vésperas do início de uma campanha presidencial que promete ser acirradíssima, fui criticado por um perfil alinhado à direita por me referir a Jair Bolsonaro como “presidente brasileiro”.

Vocês têm CERTEZA que devem se referir ao SEU presidente Bolsonaro como presidente brasileiro? Foi um estrangeiro que redigiu a matéria?

Foto: Reprodução / Twitter

Se a Paraíba for considerada um Estado fora dos limites territoriais brasileiros, então, sim, posso me descrever como um estrangeiro bem abrasileirado.

Resolvi deixar de lado um princípio que adotei de uns três anos pra cá, e retruquei. Queria entender o que leva uma pessoa que acredita estar lutando pelo bem de seu país a criticar um jornal independente por um motivo tão sem pé nem cabeça.

Recebi a seguinte resposta:

“O autor da matéria tinha OBRIGAÇÃO  de se referir ao presidente DELE como presidente Bolsonaro,  presidente ou presidente Jair Bolsonaro,  por exemplo. JAMAIS como presidente BRASILEIRO!” 

Foto: Reprodução / Twitter

Estou terminando este texto/desabafo no fim de um dia frio de junho. Foram cerca de 50 matérias produzidas ao longo das últimas horas, sempre com o intuito de manter o público da Renova informado, sem usar de artimanhas para manipular a formação da opinião do leitor.

Além de enfrentar a blacklist das gigantes tecnológicas por não seguir o politicamente correto, ser colocado na capa de listas de cancelamentos por militantes esquerdistas, ver o nome da minha empresa incluído na “máquina do ódio” de livro de jornalista da Folha, agora tenho que enfrentar a ira de autodenominados patriotas que acham que jornalismo é torcida.

Foto: Reprodução / Twitter

Muitos brasileiros nas redes sociais estão direcionando a sua insatisfação com o establishment midiático para os pequenos veículos de informação, enquanto a grande mídia amplia seu conluio com as big tech para conter o crescimento destas iniciativas jornalísticas independentes.

Eu sei que tem muita gente indignada Brasil afora com tudo o que vem acontecendo no mundo recentemente, mas este jornalista independente pede um pouco de calma a vocês. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.