PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Repressão do governo na Nicarágua já deixa 212 mortos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) informou nesta sexta-feira (22) que o número de mortos “pela ação repressiva do Estado” no contexto dos protestos contra o governo na Nicarágua chegou a 212.

Em relatório, a Comissão observa que “a ação repressiva do Estado produziu pelo menos 212 pessoas mortas até 19 de junho, 1.337 pessoas feridas e 507 pessoas privadas de liberdade registradas até 6 de junho”.

‘A Comissão conclui que o Estado da Nicarágua violou os direitos à vida, integridade pessoal, saúde, liberdade pessoal, reunião, liberdade de expressão e acesso à justiça’, afirma o relatório de 97 páginas.

No documento, a CIDH chegou à conclusão de que “a violência do Estado tem como objetivo desestimular a participação em manifestações e reprimir essa expressão de dissensão política”.

Portanto, a Comissão faz um apelo ao governo da Nicarágua “para alcançar uma solução constitucional, democrática e pacífica para esta crise de direitos humanos”.

Este relatório foi apresentado nesta sexta-feira em uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington.

 

Com informações da Isto É
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.