Republicanos chegam a acordo na Câmara e Senado para aprovar reforma fiscal de Trump

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Os democratas querem que votação ocorra após a posse do senador eleito no Alabama, que diminuiria a vantagem republicana na Casa de dois para um senador, mas dificilmente isso ocorrerá.

De acordo com informações do Estadão:

O projeto aprovado na Câmara no mês passado deve também passar pelo Senado e ir à sanção presidencial antes do Natal. Casa aprovada, a reforma se tornará a primeira vitória legislativa do presidente.

O novo esboço prevê a adoção do corte de impostos para empresas de 35% para 21% já no ano que vem, como queria a Câmara e permite que indivíduos deduzam do imposto de renda federal até US$ 10 mil pagos em tributos estaduais.

Os parlamentares também concordaram em elimintar um imposto mínimo para empresas, que o Senado queria implementar para compensar as perdas de arrecadação previstas pelo projeto da Câmara.

A taxa individual do imposto de renda cairá de 39,6% para 37% apenas para rendas anuais inferiores a US$ 1 milhão. Um imposto individual mínimo também será mantido, conforme queria o Senado.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.