Português   English   Español

Republicanos chegam a acordo na Câmara e Senado para aprovar reforma fiscal de Trump

President Donald Trump, with Vice President Mike Pence looking on, signs an order Wednesday recognizing Jerusalem as the capital of Israel. Must credit: Washington Post photo by Jabin Botsford

Os democratas querem que votação ocorra após a posse do senador eleito no Alabama, que diminuiria a vantagem republicana na Casa de dois para um senador, mas dificilmente isso ocorrerá.

De acordo com informações do Estadão:

O projeto aprovado na Câmara no mês passado deve também passar pelo Senado e ir à sanção presidencial antes do Natal. Casa aprovada, a reforma se tornará a primeira vitória legislativa do presidente.

O novo esboço prevê a adoção do corte de impostos para empresas de 35% para 21% já no ano que vem, como queria a Câmara e permite que indivíduos deduzam do imposto de renda federal até US$ 10 mil pagos em tributos estaduais.

Os parlamentares também concordaram em elimintar um imposto mínimo para empresas, que o Senado queria implementar para compensar as perdas de arrecadação previstas pelo projeto da Câmara.

A taxa individual do imposto de renda cairá de 39,6% para 37% apenas para rendas anuais inferiores a US$ 1 milhão. Um imposto individual mínimo também será mantido, conforme queria o Senado.

Deixe seu comentário

Veja também...