Português   English   Español
Português   English   Español

Reservas de oxigênio em Marte podem sustentar vida de micróbios e esponjas

Reservas de oxigênio em Marte podem sustentar vida de micróbios e esponjas
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Estudo concluiu que cerca de 6,5% de todo o planeta pode conter níveis do gás parecidos com os que permitem organismos na Terra.

As águas salgadas situadas abaixo da superfície de Marte podem conter uma quantidade de oxigênio molecular suficiente para sustentar a vida de micróbios e esponjas.

A informação está contida em um estudo publicado na segunda-feira (22) pela revista Nature.

A pesquisa, liderada pela NASA e pelo Instituto de Tecnologia de Pasadena, na Califórnia, lembra que há pouco oxigênio no planeta vermelho, ao contrário da Terra, onde a vida aeróbica evoluiu em paralelo com a fotossíntese para assim elevar os níveis de oxigênio.

Os autores explicam que o oxigênio em Marte só aparece em pequenas quantidades que são produzidas pela decomposição do dióxido de carbono provocada pela luz.

Como consequência, estudos anteriores tinham apontado que o oxigênio molecular presente nesse planeta não seria capaz de sustentar vida, mesmo as mais simples como, por exemplo, as esponjas.

O principal especialista à frente deste novo trabalho, Vlada Stamenkovic (Nasa), e colegas do Instituto de Pasadena calcularam que quantidade de oxigênio molecular poderia ser encontrada em dissolução em águas salgadas submetidas a várias pressões e temperaturas em diferentes regiões da superfície de Marte.

 

Adaptado da fonte Estadão

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!