- PUBLICIDADE -

Resultado precisa refletir vontade dos eleitores dos EUA, diz Barr

Resultado precisa refletir vontade dos eleitores dos EUA diz Barr
- PUBLICIDADE -

Procurador-geral diz que resultados devem refletir “com precisão a vontade dos eleitores”.

O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, autorizou o Departamento de Justiça (DOJ) a examinar irregularidades na votação na eleição presidencial de 2020. 

Em um memorando emitido, nesta segunda-feira (9), Barr declarou:  

“Agora que a votação foi concluída, é imperativo que o povo americano possa confiar que nossas eleições foram conduzidas de forma que os resultados reflitam com precisão a vontade dos eleitores.” 

Barr acrescentou que, embora os estados tenham a responsabilidade primária de conduzir e supervisionar as eleições, o DOJ tem “a obrigação de garantir que as eleições federais sejam conduzidas de forma que o povo americano possa ter plena confiança em seu processo eleitoral e seu governo”. 

Ainda no documento, o procurador-geral autorizou que procuradores federais investiguem as “alegações substanciais” de fraudes: 

“Diante disso, e dado que a votação em nossas eleições atuais já foi concluída, autorizo vocês a prosseguirem com alegações substanciais de irregularidades na votação e na apuração de votos antes da certificação das eleições em suas jurisdições.” 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -