- PUBLICIDADE -

Revista aponta que Sara Winter negocia delação premiada com PGR

Revista aponta que Sara Winter negocia delação premiada com PGR
Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

"Embora incipiente, a negociação já está e curso", diz o jornalista Gabriel Mascarenhas.

- PUBLICIDADE -

Fundadora do movimento “300 pelo Brasil”, a ativista Sara Winter, investigada no Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito dos atos antidemocráticos, está negociando um acordo de delação premiada com a Procuradoria-geral da República (PGR).

“Embora incipiente, a negociação já está e curso”, diz o jornalista Gabriel Mascarenhas em matéria publicada, nesta quinta-feira (8), na revista Veja.

Mascarenhas diz que Winter “participou de uma audiência e tratou do tema com o procurador Aldo Costa, responsável pelo inquérito aberto pelo STF para investigar o financiamentos das manifestações classificadas de anti-democráticas, para tratar do tema”.

O jornalista acrescentou:

“Sara, porém, não está tratado do tema apenas com a PGR. Ela também avisou a outros alvos do processo que estava em vias de delatar. Nessas mesmas conversas, disse que, se conseguir firmar o acordo, pretende deixar o Brasil.”

Questionado pela revista sobre a negociação, Aldo Costa afirmou que não iria comentar assunto.

Sara, inicialmente, negou que esteja em negociação com a PGR. Depois, pediu um tempo para se manifestar.

Horas atrás, em mensagem nas redes sociais, Sara Winter negou que esteja planejando uma delação premiada. Confira o vídeo.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -