Revista francesa atacada após classificar Erdogan de ditador

A revista francesa Le Point causou polêmica ao chamar o líder turco Recep Tayyip Erdogan de “O ditador”.

A capa da publicação na edição da semana passada não agradou a uma parte da comunidade turca na França, que apoiam o chefe de Estado.

Revoltadas com o que consideraram um insulto a Erdogan, algumas pessoas pressionaram uma banca a não mostrar os cartazes da Le Point, enquanto outras tentaram retirar à força as imagens.

Um vídeo feito na última sexta-feira (18) na cidade de Pontet, no sul do país, mostra um pequeno grupo de turcos exigindo a retirada da propaganda da revista e o responsável da banca, com medo, cedendo aos pedidos.

De acordo com informações da RFI:

Alertada do incidente, a prefeitura do município exigiu que os cartazes fossem postos novamente em seus lugares. “Se começarmos hoje a ceder diante da intimidação e das ameaças por causa de uma revista, amanhã vamos retroceder com relação a vários assuntos”, declarou Xavier Magnin, diretor do gabinete do partido de extrema-direita Frente Nacional da prefeitura de Pontet.

No domingo (20) pela manhã, os cartazes de Pontet foram cobertos por imagens pró-Erdogan. Militantes do partido turco conservador AKP também retiraram as propagandas da Le Point na cidade de Valence, no sudoeste do país. O prefeito, Nicolas Daragon, do partido Os Republicanos, disse que “esses comportamentos me chocam. Nossos antepassados lutaram para defender a liberdade de expressão”.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia