PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Roberto Dias ‘não é minha indicação’, diz líder do governo na Câmara

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Barros disse que Dias foi nomeado em 2019, ainda na gestão do ex-ministro Mandetta.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) afirmou, na noite desta terça-feira (29), que não é responsável pela indicação de Roberto Dias para a diretoria de Logística do Ministério da Saúde.

Barros disse que Dias foi nomeado em 2019, ainda na gestão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

Quando [eu] não estava alinhado ao governo”, enfatizou Barros em mensagem publicada na rede social Twitter.

Assim, repito, não é minha indicação”, prosseguiu o líder do governo na Câmara dos Deputados.

Barros ainda disse desconhecer a denúncia feita por Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da empresa de vacinas Davati Medical Supply, sobre um suposto pedido de propina de US$ 1 por cada dose da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19:

“Em relação à matéria da Folha, reitero que Roberto Ferreira Dias teve sua nomeação no Ministério da Saúde no início da atual gestão presidencial, em 2019, quando não estava alinhado ao governo. Assim, repito, não é minha indicação. Desconheço totalmente a denúncia da Davati.”

Já a AstraZeneca, parceira do governo federal na produção da vacina na Fiocruz, negou que tenha participado da negociação. E enfatizou que “não utiliza intermediário em negociações“, destaca o portal G1.

Saiba mais detalhes sobre a denúncia de Dominguetti contra o diretor do Ministério da Saúde.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.