Robô cozinheiro na Letônia constrói o futuro do fast food

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Este robô substitui de quatro a seis funcionários humanos”, diz empresário.

A cafeteria Roboeatz foi criada em janeiro de 2018 por Konstantins Korcjomkins e Janis Poruks, que administram a rede de fast food Woki Toki, na Letônia, desde 2009.

O objetivo deles? Revolucionar a indústria de fast food.

Localizado na capital Riga, sob uma ponte de concreto em ruínas, a cafeteria foi projetada de uma forma que os clientes possam observar o braço robótico em funcionamento.

Um aplicativo permite que os clientes peçam e paguem por seu prato antes de retirá-lo.

Este robô substitui de quatro a seis funcionários humanos, reduzindo significativamente os custos de mão de obra“, disse Poruks, que tem formação em engenharia.

A empresária enfatizou, no entanto, que a introdução de tais robôs não aumentaria as taxas de desemprego, uma vez que “as pessoas não estão fazendo fila para virar hambúrgueres“.

O robô não substituirá pessoas que desejam seguir carreira em restaurantes. O robô assumirá aqueles empregos mal pagos que a maioria das pessoas já não quer”, acrescentou ela.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.