Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Rodrigo Maia debocha de Paulo Guedes

‘Ele sabe que acabou errando’, diz Maia sobre Guedes
Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
COMPARTILHE

Ao ser questionado pelo portal UOL sobre as acusações, o presidente da Câmara agiu com deboche.

Prestes a deixar a presidência da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM) ignorou perguntas da imprensa sobre uma grave denúncia feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em entrevista publicada nesta sexta-feira (18), Guedes denunciou um plano liderado por Maia e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para abrir o processo de impeachment contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Tinha cronograma. Em sessenta dias iriam fazer o impeachment. Tinha gente da Justiça, tinha o Rodrigo Maia, tinha governadores envolvidos”, disse Guedes.

Ao ser questionado pelo portal UOL sobre as acusações, o presidente da Câmara agiu com deboche.

“kkkkk”, escreveu Maia.

“Estou esperando o Paulo Guedes cumprir 10 % das promessas feitas pra eu voltar a respeitá-lo”, completou.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
4 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
J4S0N7
J4S0N7
1 mês atrás

A criatura mais asquerosa da república em atividade.!!

Gil Pereira Xavier
Gil Pereira Xavier
1 mês atrás

Mas Que Audácia desse Canalha !!!! Esse Representa o que Há de mais podre nesse Pais.

Alyssa
Alyssa
1 mês atrás

O gordito acha que o povo não sabe que o cumprimento das medidas do Paulo Guedes dependem exatamente desse chupeta de baleia pautar as medidas, coisa que ele não fez, não faz e nunca fará.

Odilon Manske
Odilon Manske
1 mês atrás

Depois das graves denúncias do Ministro Guedes contra os arquitetos do golpe, os mesmos devem morrer para evitar derramamento de sangue.

PUBLICIDADE