- PUBLICIDADE -

Roger Abdelmassih vai para prisão domiciliar

Justiça revoga prisão domiciliar de Roger Abdelmassih
- PUBLICIDADE -

Idade elevada e quadro clínico debilitado foram as justificativas.

O médico Roger Abdelmassih, 76 anos, teve o pedido de prisão domiciliar concedido, na última quarta-feira (5), pela Justiça de São Paulo.

Na decisão, a juíza Sueli Zoraik concedeu o benefício considerando a idade elevada e o quadro clínico bastante debilitado. 

Zoraik alegou que a Administração Penitenciária não reuniria condições estruturais para suprir as necessidades médicas de Abdelmassih. 

No entanto, na sentença, a juíza também estabelece condições para essa prisão domiciliar:

  • Uso de tornozeleira eletrônica;
  • Permanência em sua residência em tempo integral;
  • São permitidas saídas para tratamento médico ou previamente autorizadas pela justiça;
  • Realização de perícia médica de seis em seis meses. 

Abdelmassih foi condenado por 49 estupros em suas pacientes em 2010. Inicialmente a pena era de 278 anos, mas depois foi reduzida para 173 anos. 

O médico chegou a fugir em 2011 para o Paraguai, mas foi encontrado e preso em 2014. 

Em 2017 o Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu prisão domiciliar, mas o benefício foi suspenso em 2019 por suspeitas de que ele estaria fraudando laudos médicos.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -