Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Rússia acolhe milhares de trabalhadores da Coreia do Norte

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

A Rússia está acolhendo milhares de trabalhadores norte-coreanos no país e concedendo novas licenças de trabalho, em uma possível violação de sanções da Organização das Nações Unidas (ONU).

As informações foram publicadas em primeira mão pela fonte Wall Street Journal.

Mais de 10 mil trabalhadores da Coreia do Norte se registraram na Rússia desde setembro, relatou o jornal na quinta-feira (2), citando registros do Ministério do Interior russo.

A ação russa pode estar violando sanções da ONU que visam reduzir o fluxo de dinheiro para a Coreia do Norte e pressionar Pyongyang a abdicar de suas armas nucleares, disse o WSJ, citando autoridades dos Estados Unidos.

Após publicação da reportagem, o embaixador russo para a Coreia do Norte, Alexander Matsegora, disse que Moscou não violou nenhuma sanção da ONU e que qualquer nova licença de trabalho emitida para norte-coreanos na Rússia foi destinada a indivíduos que já moravam no país e trabalhavam sob contratos antigos, segundo a agência Interfax.

Registros do Ministério do Trabalho obtidos pelo Wall Street Journal mostraram que ao menos 700 novas licenças de trabalho foram emitidas para norte-coreanos na Rússia neste ano.

Autoridades da ONU estão investigando possíveis violações das sanções, que contêm exceções limitadas, disse o WSJ citando fontes.

Um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA declarou:

Está absolutamente claro que a Rússia precisa fazer mais. A Rússia diz querer relações melhores com os Estados Unidos, então Moscou deveria prová-lo cooperando conosco, não trabalhando contra nós, nesta ameaça urgente a todas as nações.

 

Com informações da Reuters

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email