Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Rússia acusa EUA de incentivar golpe contra a Venezuela

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Rússia acusa EUA de incentivar golpe contra a Venezuela

O embaixador russo na ONU afirmou que a crise na Venezuela foi provocada, em parte, devido à vontade dos EUA de impor seus desejos.

Em reunião na Organização das Nações Unidas (ONU), a Rússia acusou nesta quinta-feira (11) os Estados Unidos de tentar promover um golpe de Estado contra a Venezuela

A declaração foi feita após diplomatas americanos apresentarem um pedido para retirar as credenciais dos representantes de Nicolás Maduro na organização.

O governo Donald Trump sugeriu que as credenciais sejam enviadas para nomes escolhidos por Juan Guaidó, líder da oposição e presidente interino do país.

“É muito difícil encontrar na história outro exemplo de um golpe de Estado tão descarado como o que está ocorrendo agora”, afirmou o embaixador-adjunto da Rússia na ONU, Dmitry Polyanskiy, sobre a iniciativa norte-americana.

O diplomata russo defendeu que o atual embaixador da Venezuela na ONU, Samuel Moncada, é o único representante legal do país na organização e que não há razão para que ele seja atacado desta forma pela Casa Branca.

“O governo de Donald Trump está fazendo o máximo possível para convencer o mundo que as atuais autoridades da Venezuela não são legais, mas há muitos países que não aceitam essa estratégia”, ressaltou o representante da Rússia na ONU, segundo a agência EFE.

“Os EUA estão asfixiando a Venezuela com uma mão, enquanto usam a outra para roubá-la. Tentam criar a impressão de que a Venezuela é um Estado fracassado quando o principal problema são as sanções e a pressão americanas”, completou o diplomata.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email