Rússia amplia reconhecimento facial no metrô para vigiar passageiros

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Capital da Rússia tem uma rede de mais de 100 mil câmeras de reconhecimento facial.

A prefeitura de Moscou, capital da Rússia, pretende equipar 85 estações com mais de 300 dispositivos de reconhecimento facial.

A tecnologia será implementada em telas usadas para divulgar anúncios publicitários e informações sobre os trajetos. 

O projeto levanta ainda mais questões sobre o respeito à privacidade no país controlado pelo presidente Vladimir Putin, onde há um excesso de câmeras de vigilância.

A empresa que administra o metrô da capital alega que o objetivo da tecnologia é “garantir a segurança dos passageiros” e contabilizar o fluxo de pessoas para evitar um “engarrafamento nos corredores e plataformas”. 

O custo total do projeto é orçado em 930 milhões de rublos, o equivalente a cerca de R$ 69 milhões.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.