- PUBLICIDADE -

Rússia aponta conexão entre Ucrânia e Estado Islâmico

- PUBLICIDADE -

A Rússia denunciou nesta segunda-feira (10) um suposto vínculo entre o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e o serviço de segurança da Ucrânia.

O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) chegou a esta conclusão após a prisão de um jihadista em território russo quando planejava assassinar um dos líderes pró-Rússia do leste da Ucrânia.

O governo russo indicou em comunicado que o homem, identificado como Medzhid Magomedov e original da república do Daguestão, foi detido na província russa de Smolensk.

O militante do Estado Islâmico “planejava assassinar um dos chefes milicianos da (autoproclamada) República Popular de Donetsk por incumbência do Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) e dos líderes do Pravy Sektor (Setor Direito), uma organização ultradireitista ucraniana proibida na Rússia.

Em interrogatório, o jihadista disse que os serviços secretos da Ucrânia fornecem informação e armas aos combatentes do EI para que façam atentados na Rússia e assassinem chefes militares das autoproclamadas repúblicas de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL).

No começo do ano, o jihadista viajou supostamente à Ucrânia para “resolver, com enviados do EI, as questões relacionadas com o apoio logístico aos grupos clandestinos do Cáucaso Norte”.

Adaptado da fonte AFP
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -