Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Rússia classifica renúncia de Morales na Bolívia como ‘golpe’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Rússia classifica renúncia de Morales na Bolívia como 'golpe'
COMPARTILHE

Governo russo insinuou que a tentativa de Morales de promover o diálogo na Bolívia foi minada. 

A Rússia acusou a oposição da Bolívia de promover uma onda de violência e usou a palavra “golpe” para descrever a renúncia de Evo Morales após intensa pressão popular.

Em um comunicado emitido na manhã desta segunda-feira (11), o governo de Vladimir Putin ainda pediu que as forças políticas demonstrem “bom senso” e atuem “de forma responsável”.

De acordo com o site UOL, o ministério russo das Relações Exteriores afirmou:

“Causa profunda preocupação que a vontade do governo de buscar soluções construtivas, com base no diálogo, foi rejeitada por eventos que tem um padrão de um golpe de estado orquestrado.”

O governo Putin acrescentou:

“Estamos preocupados com a dramática evolução da situação na Bolívia, onde a onda de violência desencadeada pela oposição não permitiu que o mandato presidencial de Evo Morales fosse cumprido.”

O comunicado também manda um recado para a região. 

“Esperamos que esta abordagem responsável seja demonstrada por todos os membros da comunidade internacional, pelos vizinhos latino-americanos da Bolívia, pelos países extra-regionais influentes e pelas organizações internacionais.”

Por sua vez, como noticiou a RENOVA, o chanceler Ernesto Araújo garantiu que o Brasil “apoiará transição democrática e constitucional” e enfatizou que “a narrativa do golpe só serve para incitar a violência”.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.