Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Rússia condena ex-fuzileiro dos EUA a 16 anos de prisão

Rússia condena ex-fuzileiro dos EUA a 16 anos de prisão
COMPARTILHE

Ex-fuzileiro se declarou inocente, afirmando que o caso foi armado contra ele.

O ex-fuzileiro naval Paul Whelan, dos Estados Unidos, foi condenado, nesta segunda-feira (15), a 16 anos de prisão na Rússia por espionagem.

Whelan foi preso em um quarto de hotel em Moscou em dezembro 2018. Ele estava em posse de um pendrive que, segundo agentes russos, continha segredos de Estado.

O embaixador dos EUA em Moscou, John Sullivan, afirmou que o julgamento em Tribunal de Moscou foi injusto e sem transparência.

Uma porta-voz da embaixada norte-americana enfatizou¹:

“Este julgamento secreto no qual nenhuma evidência foi produzida é uma violação flagrante dos direitos humanos e das normas legais internacionais.”

A promotoria russa, por outro lado, sustentou que o ex-fuzileiro detinha a patente de “pelo menos coronel” na Agência de Inteligência de Defesa dos EUA. 

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários