Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Rússia defende o envio de aviões e militares para apoiar Maduro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Rússia defende o envio de aviões e militares para apoiar Maduro

Rússia afirmou que aviões e militares enviados à Venezuela são parte de um acordo de cooperação assinado entre os dois países há 18 anos.

O governo da Rússia defendeu nesta terça-feira (26) a presença de seus militares na Venezuela.

O envio de aeronaves militares foi muito criticado pelos Estados Unidos e outros opositores do ditador chavista Nicolás Maduro.

O chanceler norte-americano, Mike Pompeo, disse que não ficará de “braços cruzados enquanto a Rússia exacerba as tensões” na América do Sul.

Em um comunicado, a porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou:

“A presença de especialistas russos no território da Venezuela é regulada pelo Acordo de Cooperação Técnico-Militar assinado em maio de 2001 pelos governos da Rússia e da Venezuela, que foi ratificado na época por ambos os países.”

O governo de Vladimir Putin ainda alegou que o cumprimento do acordo de cooperação com o regime chavista independe da aprovação da Assembleia Nacional da Venezuela, comandada por Juan Guaidó, presidente interino do país.

Segundo a VEJA, Zakharova acrescentou:

“A Rússia desenvolve a cooperação com a Venezuela em estrita consonância com a Constituição desse país e em pleno respeito à legislação local. Temos a intenção de continuar construindo uma cooperação construtiva tanto com a Venezuela, que é um parceiro estratégico, como outros países da América Latina.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email