Português   English   Español
Português   English   Español

Rússia nega retirada de pessoal da Venezuela

Rússia nega retirada de pessoal da Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Não houve nenhuma mensagem oficial por parte da Rússia”, disse o Kremlin em comunicado.

O governo da Rússia negou, nesta terça-feira (4), ter informado os Estados Unidos sobre a retirada da maioria de seus funcionários da Venezuela.

A declaração do Kremlin desfaz a afirmação feita pelo presidente norte-americano, Donald Trump, através da rede social Twitter.

O chefe da Casa Branca informou, nesta segunda-feira (3), que a Rússia “retirou a maioria de seus funcionários da Venezuela“.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, declarou:

“Isto é aparentemente uma referência indireta a informações da imprensa, porque não houve nenhuma mensagem oficial por parte da Rússia e não poderia existir.”

E, segundo a agência AFP, completou:

“Há na Venezuela especialistas [russos] que são responsáveis pela manutenção dos equipamentos militares fornecidos anteriormente. Este processo acontece de acordo com o previsto, o que significa que não estamos a par de nenhuma ‘retirada de funcionários’.”

O jornal norte-americano Wall Street Journal afirmou no último domingo (2) que o governo de Vladimir Putin havia reduzido a “dezenas” o número de assessores militares presentes na Venezuela para apoiar o ditador Nicolás Maduro.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...